José Benigno Ribeiro, pintor mineiro

Marco Aurelio Dias
José Benigno Ribeiro, desenho de Aurellio
Conheci José benigno Ribeiro em 1980. A cidade de São Lourenço fervia de turistas. E havia também uma atmosfera incrível de arte e misticismo. Hippies, turistas e artistas se misturavam no calçadão... Era uma alegria contagiante... Mesmo a uma certa distância, acompanhei as várias fases do Benigno, desde os primeiros casarios ou fachadas ao estilo do pintor Afrânio, pintadas em placas de eucatex... Enquanto os artistas se deleitavam com os sonhos de uma vida livre, o Benigno era sério e embalado pelo seu talento de artista. Naquela época, já tinha um desenho bem elaborado e uma percepção apurada das proporções dos objetos e paisagens que retratava. Então vieram as pinceladas livres, os contrastes entre claro e escuro, os coloridos acesos, os estudos... Tive o prazer de frequentar o seu ateliê no Edifício da Torre e ver uma parte do acervo de desenhos e pinturas que ele conserva... Além disso Benigno tem muita leitura e entendimento sobre a arte universal. Posso dizer que nenhum outro artista, pelo menos em São Lourenço, levou tão a sério a pintura e a busca de resultados artísticos inéditos. A busca de algo novo era a motivação que deixava o espírito de Benigno inquieto. Benigno é um pintor apaixonado pelo que faz!
Por Marco Aurélio Dias
Veja esta notícia no Uol Mais, no Google+ , no Facebook, no Luiz Nassif ou em PDF
Compartilhe esta notícia

Anúncios Dentro das Postagens