Depressão mata

dança e canto
Antes de você entrar numa depressão profunda e fugir da vida cotidiana feito um bicho do mato, pense comigo... Quando você parou de dançar, mesmo dentro do seu quarto? Quanto tempo faz que você não canta uma música? Ficou com vergonha de se expressar? Ainda lembra da última história fantástica que você contou para uma criança? Perdeu a imaginação? Você caminha? Procura a paz? Ou você virou um zumbi que só pensa no seu carro, nas suas roupas, na pizzaria e na choperia? Não reclame da vida! Viva! Dance! Cante! Sorria! Invente histórias! Vamos lembrar como se faz: Era uma vez...
Por Marco Aurélio Dias
Leia esta notícia no Uol Mais, no Luis Nassif, no Facebook, no Google+ no PDF
Compartilhe esta notícia

Anúncios Dentro das Postagens